Romance Na America: Morreu.

Com­par­til­he Esse Arti­go!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quan­to mais vel­ho você fica, mais absur­do fica a vida român­ti­ca nos Esta­dos Unidos.  Os tem­pos mudaram. Ago­ra e so homem com homem, mul­her com mul­her e ninguém se impor­ta (ou deve) com o que acon­tece em ter­mos de tabus morais.

Basi­ca­mente, virou uma bagunça.  Homem sem saber como con­quis­tar mul­her e assistin­do videos no YouTube por treinadores de romance, que expli­cam como “igno­rar mul­her” se quis­er que elas prestem atenção neles.  Como não mostrar inter­esse para des­per­tar inter­esse, enfim, o homem virou uma bara­ta. Sem men­cionar o numero de home­ns com medo de serem proces­sa­dos por comen­tários  ou acoes inter­pre­tadas como asse­dio sex­u­al.

O homem amer­i­cano esta sendo for­ca­do a ser pas­si­vo, indifer­ente e a não procu­rar mul­her, negan­do seus instin­tos bási­cos.  Quan­do o homem amer­i­cano quer sexo, vai na Inter­net e assiste pornografia grátis, não corre risco de doenças e não tem que sofr­er os trau­mas rela­ciona­dos com  rela­ciona­men­tos. Por que você acha que a pornografia e tão grande nos EUA com mais de 30 mil­hões de visu­al­iza­ções por dia, isso em um site só? E não fal­ta mul­her nova se venden­do para filmes de porno. Sem­pre tem carne nova!  O homem amer­i­cano ao ficar vel­ho, e por muitas vezes por fal­ta de prat­i­ca, só fun­ciona no Via­gra.

Ven­das de brin­que­dos de sexo são super altas onde mul­heres, quan­do pre­cisam de sexo, pegam um brin­que­do sem com­pro­mis­so para sat­is­faz­erem suas neces­si­dades eróti­cas.

Você rara­mente vê casais de mãos dadas ou namoran­do. Namoro ago­ra e por SMS e SnapChat. De vez em quan­do sai uns rolos em fes­tas em casas pri­vadas nos fins de sem­ana. E para uma bim­ba­da na hora do aper­to sem­pre tem o Tin­der.

Se o intu­ito e con­tro­lar a pop­u­lação, esta fun­cio­nan­do. Poucos querem casar e a maio­r­ia dos jovens amer­i­canos são pegos dizen­do:” Não quero ter fil­hos!” ou “Não quero casar!”

O índice de divor­cio nos EUA e mais que 50%. Pesquise no Google  e o índice de casa­men­tos sem sexo esta cada vez mais alto.  Con­fi­ra (inglês).

Casa­men­tos ain­da ocor­rem, mas a dinâmi­ca mudou muito. Muitos casórios ocorre por inter­esse e con­veniên­cia. Espe­cial­mente para um Green Card. Mui­ta gente queren­do sim­ples­mente se ajeitar com uma vida boa. Nada de erra­do com isso mais tem mui­ta gente casan­do por inter­esse e não por amor de ver­dade. Quan­do aca­ba os bene­fí­cios, ou entra o Green Card, entra o divor­cio ou a traição.

As amer­i­canas, essas são famosas pelo mun­do afo­ra.  Nem todas as amer­i­canas se encaix­am em uma descrição só pois isso seria gen­er­al­iza­ção. Mas para quem vem de fora, pen­sa que a amer­i­cana de hoje ou gos­ta de mul­her ou não gos­ta de homem.  Coita­do do idio­ta que ten­tar paque­r­ar uma delas. Vai ser rejeita­do de cara.  Por que? Esque­ce­r­am do fem­i­nis­mo?  Na ger­al, nem todas, a mul­her amer­i­cana e agres­si­va em suas con­quis­tas. Ela pega  quem ela quer, quan­do quer e como quer. O homem amer­i­cano só fica no pon­to do ônibus esperan­do ele pas­sar e apan­ha-lo.

O homem amer­i­cano não come. Ele e comi­do.

A mul­her amer­i­cana bateu o olho em um cara, sen­tiu atracão físi­ca, ela vai atras. Hoje ela faz o papel do homem dos anos 50.  Com exceção de mul­heres em cír­cu­los reli­giosos (Mór­mon, Crente, Evangéli­co), a maio­r­ia das amer­i­canas deci­dem quem elas querem para o coito ou romance. O homem  foi for­ca­do a ser pas­si­vo. Bem porque os casos de lití­gios de assé­dios sex­u­ais estão em toda a Inter­net.  Men­sagem para o homem amer­i­cano: fica com a mão no bol­so, não olhe, não paque­re, não toque, não comente e fica de boca cal­a­da ate uma mul­her decidir lhe dar atenção. Você ago­ra se tornou a mul­her dos anos 50, esperan­do o homem chegar jun­to.

O fem­i­nis­mo vê isso como evolução.  Logi­co que homem nen­hum deve ser desre­speitoso e se achar o tal, ou Don Juan. Isso e coisa do pas­sa­do.  Homem que pres­ta não deve abusar e não deve asse­di­ar. Mas o homem amer­i­cano de hoje virou um banana ou virou gay.  Ele só se enrosca com os ami­gos porque nem sabe ter amizades com o sexo opos­to.  Na ver­dade, muito homem amer­i­cano nem quer rela­ciona­men­tos com mul­her espe­cial­mente quan­do ela divor­cia e leva 50% de tudo que ele tem, mais os fil­hos jun­tos. Muitos recor­rem a Europa oci­den­tal e Amer­i­ca do Sul para encon­trarem par­ceiras para namoro e casa­men­to. Por isso exis­tem tan­tos sites de encon­tros pro­moven­do mul­heres rus­sas e mul­heres europeias.

Resul­ta­do de tudo isso? Uma sociedade fria,  de sex­u­al­i­dade repres­si­va, sem emoções, onde namoro, paque­ra, amor, romance, etc. ago­ra são coisas supér­flu­as, sem graça, sem propos­i­to.  Mui­ta gente com depressão e um numero grande de suicí­dios, mes­mo entre jovens.  E de vez em quan­do vem um louco dan­do tiro em todo mun­do pois esta com rai­va de tudo e todos.

Vai nos clubes e você só vê homem com homem e mul­her com mul­her. Ninguem vai nos bares e clubes para con­hecer ninguém. Na ver­dade lev­am as ami­gas e ami­gos jun­tos para não terem que se impor­tar com estran­hos.  Muito ego­is­mo e indifer­ença.

A mul­her amer­i­cana, nem todas, e psicóti­ca, para­noide e esquizofrêni­ca. Ela pas­sa o dia evi­tan­do homem. E se o homem chega jun­ta ela o chama de “creep!”.  Sem val­i­dação por ter­ceiros, elas acha que todo homem ta afins dela ou e predador sex­u­al.  Se o coita­do da um sor­riso e per­gun­ta como esta o dia dela, ela corre para as ami­gas e diz  que tem um tara­do atras dela.  Mas se o mes­mo cara chega ali com uma ou duas mul­heres boni­tas, ou com um ban­do de ami­gos, dai ela con­clui que o cara e nor­mal. O homem solitário ou imi­grante mas­culi­no nos EUA esta fer­ra­do se ele não enten­der o sis­tema. Se você e imi­grante, nun­ca ande soz­in­ho e nun­ca tente con­quis­tar amer­i­cana soz­in­ho. Sem­pre leva um ami­go ou ami­gas pois a amer­i­cana pre­cisa de val­i­dação de ter­ceiros para esta­b­ele­cer con­fi­ança em você.

Ja a mul­her estrangeira soz­in­ha, fica tran­quila. O homem amer­i­cano e tão pas­si­vo que ele nem vai te inco­modar. Se você for fem­i­ni­na, não vai fal­tar amer­i­cano dis­pos­to a um rela­ciona­men­to serio se você der uma aber­tu­ra para ele entrar na sua vida.

Quan­do você vier para os EUA, e se você for homem, se pre­pare.  Se for mul­her, o Green Card e fácil e ligeiro, porque a maio­r­ia dos home­ns amer­i­canos estão  com o saco cheio de suas com­pa­tri­o­tas.

Zom­bam do romance. Zom­bam do amor. Zom­bam da con­quista.  Con­fi­ra:

Romance nos EUA mor­reu décadas atras.

Essa e uma opinião pes­soal e questão de per­spec­ti­va. Exite mui­ta gente boa nos EUA, mul­heres e home­ns exce­lentes. Mas na ger­al, você vai obser­var e con­fir­mar quase tudo que foi descrito nesse post.

 

Sua Opinião?